Home
Proposta do Evento
Um pouco sobre o Ruy
Agenda de Encontros
Álbum de fotos
Colunas do Ruy
Livros
Eu Fui!
Conheça a equipe
Imprensa
Sugira um convidado
Faça contato conosco
Livro - Encontros com o Professor - Cultura Brasileira em Entrevista - Volumes I, II, III,
IV , V, VI e VII
Ver todos

  


Ouça o Encontros na
Rádio CBN 1340.
Aos sábados, às 10h,
e segundas-feiras, às 14h.

 
 
Colunas do Ruy

Cadastre-se e receba as colunas do Ruy.

Seu nome
Seu e-mail

Desejo receber novidades
no e-mail informado acima.

04/09/2014

Uma mudança

Um atrevimento seria imaginar uma grande mudança política. A política não muda tão rapidamente e nem tanto. A política geralmente é uma atividade mais ou menos prevista, previsível, que se repete e que se alonga. Às vezes, o seu sentido é um só durante muito tempo, embora muitas pessoas nem se deem conta disso. A política engana bastante. Por isso, não se esperava - absolutamente não - que um episódio pudesse marcar tão fortemente uma mudança. Talvez a maior mudança política eleitoral que se tenha tido nas últimas décadas.

A morte do Eduardo Campos, na tragédia que foi o acidente com o seu avião, deu um corte na vida de um jovem candidato, com boas ideias, com boa formação, uma pessoa séria. Tudo isso ficou ainda mais claro e evidente com a sua morte. Antes se dizia "é talentoso, talvez mais adiante possa ser um candidato verdadeiro à presidência da república", mas não se admitia imediatamente que pudesse ter ele essa força. E talvez não pudesse. Mas a morte, nesse caso, é de fato uma alteração radical. Ela determinou uma situação inteiramente nova. Sai Eduardo Campos, fica Marina Silva e desaparece aos poucos Aécio Neves. Uma mudança que não se esperava, porque essa campanha toda, se a gente prestar um pouco de atenção, ter tempo para ela, percebe-se que ela se repete bastante.

A postura da Dilma tem se mantido coerente todo o tempo. Ela faz a defesa do seu governo, faz a defesa das suas iniciativas e marca a presença dela exatamente nessa direção. Já antes o que havia era uma contestação, mas não havia uma proposta diferenciada. Isso vai aparecer com a Marina. É curioso, a morte do Eduardo Campos determina o esvaziamento aparente de Marina, o seu isolamento inicial, e logo depois há a exigência de uma retomada, dela e de seus companheiros.

Na verdade, o que ocorreu agora é que todos aqueles que observam a uma certa distância, com um certo desinteresse, a cena política, se deram conta de que estavam diante de um fato novo, totalmente novo, que era o ressurgimento de uma candidatura. Ela não muda o discurso. Ela se mantém próxima da mulher que sempre foi. Se mantém coerentemente numa posição. Ela não tenta resgatar o passado recente de nada e não está acrescentando elemento novo nenhum, mas, na verdade, ela marca presença. E nessa presença há uma outra combinação que as pessoas começam a fazer: são duas mulheres. Uma delas presidirá o Brasil. Duas são as candidatas, porque o Aécio já não é mais.

Então, isso alterou de tal modo que não é que a política tenha se renovado. Ela não se renova tão facilmente. Ela é muito repetitiva. Mas, o quadro político se modificou muito e agora as pessoas estão entre fazer justiça, recobrar o tempo perdido, reabilitar uma situação ou prestar mais atenção ainda no que está acontecendo. A política finalmente, nesse período, ficou séria.


 
Outras colunas
10/10/2014   A decisão novamente será nossa
03/10/2014   Pré-eleição
26/09/2014   80 anos
19/09/2014   A fome e a Feira
12/09/2014   Um ano atípico
28/08/2014   Corrimão
21/08/2014   Para não dizer que não falo de futebol
14/08/2014   A reabilitação que vem com a morte
06/08/2014   Agosto
   
Colunas de 2014
Colunas de 2013
Colunas de 2012
Colunas de 2011
Colunas de 2010
Colunas de 2009
Colunas de 2008
Colunas de 2007
Colunas de 2006
Colunas de 2005
   
   
 
Depoimentos

25/10/2013
Milton do Prado, Cineasta
 
Admiro
Venho sempre que posso ao Encontros com o Professor. Admiro muito o Ru...
Cultura e educação
O Encontros é realmente muito interessante. É cultura é educação. Serv...
 
Patrocínio

Promoção Apoio Realização